28 de out de 2013

aqui fora, chovia.


Chovia, mas não era uma chuva qualquer. Era uma chuva mansinha. Pra envolver romances  e acalmar corações confusos. Era como um sereno em larga escala. Caía fria, mas aquecia. Molhava por fora e enxugava por dentro. Fazia pensar em cada coisa boa e ruim da vida.
Refletir.
Fisicamente não fazia poças para reflexo. Mas fazia refletir, dentro de cada um, cada momento bom. Chovia de mansinho. Equilibrava a mente  reduzia ose pensamentos indevidos. 
Fazia-me pensar em mim. Pensar em nós e em quantos nós já fiz nessa vida. Lembrava-me que devia desatar um trabalhoso, complicado, mas me fazia pensar se eu realmente o queria fazer. 
Era chuva para deixar tudo de complicado para depois e pensar, agora, debaixo dela, apenas no simples.

Chovia. Chuva de limpar a alma, a mente e o coração. Daquelas que só se sente uma vez por ano, ou uma vez na vida.
Facebook | Instagram | Skoob | Portfólio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou?
Comenta e volte sempre que quiser :)