1 de nov de 2010

Nada além disso...



Ele é tão lindo, ele me encantou. Ele disse que me amava e eu o amei. Mais do que tudo. Nós éramos felizes, tinhamos carinhos. E aquilo era tão mútuo, que eu nem desconfiei. Que apenas eu sentia. Que apenas eu amava. Ele era minha vida. Ele era meu amigo. Ele era simplesmente TUDO. Nossas brincadeiras, nossos carinhos, tudo, tudo era verdadeiro... Da minha parte. E a minha ingenuidade, me fez acreditar que da parte dele também era... Com um tempo, descobri que só eu amava, que só eu era feliz, que só eu tinha enorme carinho e afeto. Só eu me apaixonei... Só eu amei. E ele? Apenas me fez sofrer -ou pelo meos tentou-. Quando descobri que estava 'sozinha' naquele 'relacionamento', ele pensou que eu fosse chorar, pedir para voltar. Mas eu não fiz isso. Minha consciencia não me deixou sofrer, não me deixou sozinha, já que ela era minha única amiga.
Ela não me disse 'acaba com ele', ou 'se entupa de chocolate e chore' nem coisas do tipo. Ela me disse: Não perca seu tempo alimentando a mente dele como se ele fosse importante. Não perca seu tempo chorando por ele. Ele te enganou. Mas, e daí? Você teve momentos felizes com ele. E daí que ele te usou e jogou fora? Não se importe. Apenas lembre de seus momentos felizes. Pense nele como um ente querido que se foi: Não lembre de sua morte. Lembre dos seus momentos em vida. E seje feliz, muito feliz. Quem se importa se ele liga? Ele é um presente morto, e um passado feliz. Nada além disso, nada além disso...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou?
Comenta e volte sempre que quiser :)