9 de jan de 2011



"estou sempre aqui: seja na sua mente, no seu coração ou ao seu lado"

às vezes eu não queria, mas me envolvi. foi de vagar, de repente. não pude evitar. Por que tinha de ser assim? O fim, eu já sei de cor. Mágoas. Lágrimas de tristeza. Mas agora, de que adianta o lamento? Dói por dentro. Parece um rio: Águas sempre novas, porém, o mesmo caminho. E eu, sendo puxada pela correnteza. Cada hora uma onda, cada minuto milhares de gotas. Sempre o mesmo caminho.
Sempre o mesmo caminho


2 comentários:

  1. Profundo o que vc escreveu, eu ate comentaria mas se eu começa a escrever aqui vou escrever muito... È triste quando as coisas acabam...


    http://changefeeling.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. não é tão triste quando as coisas acabam , pois todo fim abre portas para um novo inicio e sempre melhor com menas falhas.

    ResponderExcluir

Gostou?
Comenta e volte sempre que quiser :)