26 de abr de 2012

Cartas para amanhã



De: Paula Fliess de agora
Para: Paula Fliess de amanhã. Distante ou não

O agora está sendo tão intenso, né? Eu sei que você vai lembrar. Sei que vai lembrar também que sempre pensava naquela frase um tanto clichê: "Depois da tempestade, vem o sol" ou algo do tipo. E então. Essa carta é para isso. Para você lembrar sempre - caso não seja mais - que cada momento vivido hoje, no momento em que escrevo, foi apaixonante. Que você apenas foi atrás da sua felicidade. E a encontrou. Que você magoou, mas que não podia se auto-ferir. Você precisa ser feliz, independente do mundo. 

Quero que você lembre dos momentos bons, mesmo que seja com alguma pessoa que amanhã (ou seja, no seu tempo) não esteja valendo muito a pena. Que, se você tenha se machucado, que lembre dos momentos bons para te curar. Apenas isso. É tudo que precisa. 

Lembrar daquele livro que você leu, e só assim pode matar a saudade em um fim de semana prolongado e distante.  Lembrar dos seus momentos de dúvida sobre a veracidade daquele amor. Lembrar dos momentos agoniantes esperando um sms. Imagina se fossem cartas!  Lembra de quando você sentia o seu cheiro, mas no entanto era só saudade. De como os "te amo" soavam tão perto mesmo estando distante.

Paula Fliess de amanhã, não sei por que senti a vontade e necessidade de lhe escrever esta carta, talvez seja por que tudo que eu estou sentindo agora, amanhã você não sinta mais, porém sinta a vontade de lembrar. Re-lembrar. Talvez seja só para deixar registrado o começo de mais um para sempre em nossas vidas. Ah, você ainda lembra o significado do "para sempre"? Espero que sim.

Então, termino aqui. Que você lembre-se desta carta quando precisar, que o que eu estou vivendo hoje, você ainda esteja vivendo, e se não estiver, que você ao menos lembre de como foi bom. 

Com carinho, Paula Fliess de agora.

6 comentários:

  1. Muito legal esse texto adorei!
    Gostei muito do seu blog e ja estou seguindo
    uma boa quinta feira
    xoxo
    BarbieLicious Pink

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou *-* Espero te ver mais vezes por aqui :D

      Excluir
  2. Eu acho que todo mundo deveria ler isso...
    EU simplesmente me identifiquei...
    O meu eu de agora é muito intenso...o meu eu de amanhã pode perder a intensidade,seja por cansaço ou simplesmente por falta de vontade.
    Gostei do "a vida é minha"
    beijo ♥

    http://rascunhosperdiidos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também acabei achando que todos deveriam escrever uma carta para si. Para nunca se esquecerem como foram, nunca se esquecerem das boas lembranças e do temperamento... Afinal, os dias passam e as pessoas mudam, não é?

      Excluir
  3. Nossa, Paula, sabe quando o texto toca, mas toca mesmo? .-.
    Tenho cartas assim, guardadas...

    http://sobreverdadeseavessos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *-* Acho tão mágico quando leio comentários assim. Por que na maioria das vezes acabo achando que ninguém vai ler, e no fim, o texto toca muitas pessoas.

      Escreva sempre para o amanhã, e, volte sempre aqui :D

      Excluir

Gostou?
Comenta e volte sempre que quiser :)