30 de ago de 2012

tudo faz parte


Acho que nunca vou parar de falar do quanto a vida começou a me cobrar adulta de repente. E talvez fale mais ainda quando alguém vem compartilhar essa mesma sensação comigo... 
É bom perceber que não estamos sozinhos nessa questão: Os anos passam (rápidos demais), começamos a sonhar maior, e percebemos então que temos que ir, nós mesmos, atrás deles. As vezes achamos alguém para seguir com a gente, as vezes não, mas no fundo (e na superfície também) só depende de nós mesmos. 

Um emprego acaba não sendo mais sonho para ter mundos de balas. Se transforma em meio de sobreviver. Começam a aparecer contas, e, se você não se destacar, elas só vão chegar. Você começa a ser cobrado duas vezes mais e só tem um tempo para resolver tudo. O mundo começa a te sufocar e você não sabe por onde começar tudo que tem que acabar. 

Opa, desabafei. Sabe, as vezes me basta uma conversa e um elogio para desencadear as palavras que guardei lá dentro. Bem no fundo. Para eu esquecer mesmo. E, de repente, elas resolvem sair. É um peso a menos.

E aí, a gente agradece aquela amiga que a gente ganhou com o namorado, rs. Agradece por alguém te chamar pra dizer isso. Pra mostrar que não somos só nós com esses problemas, e que então, isso tudo faz parte. 

texto em partes da Melissa :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou?
Comenta e volte sempre que quiser :)