28 de set de 2012

I hope that my dreams will come true...


De repente bateu aquela saudade... Saudade de muitos tempos atrás, e, de você em especial. Sei que não vai ler isso, mas, a saudade me faz escrever. Você sabe, eu sou assim e escrevo. Aí a saudade vai embora. 
Pena que antes de ela ir, traz um monte de lembrança. Se lembra de quando você achou que aquilo era um aparelho de ginástica? Ou quando aquela abelhinha veio para o meu lado? É estava frio e cinza como hoje. Acho que foi por isso que eu lembrei. E da menina de roxo? Ei, estava frio também. Lembrei também de quando estava calor e de repente o frio saiu. Eu tinha um casaco e você não, e você queria que eu te emprestasse o meu. 

Aiai, você era meu melhor amigo até que me apaixonei. Mas aí você continuou sendo meu melhor amigo de novo. Quando eu já estava esquecendo a paixão, você me disse aquilo, que embora eu não tenha acreditado, encheu meu coração de criança de novo. E depois você sumiu. 

Às vezes eu me pergunto se você realmente existiu ou foi fruto da minha imaginação. Sei lá. Um sonho bom ou algo assim. Era meio mágico e você... Era você. 
Já sei! Vou usar um truque que aprendi hoje num filme, e espero que dê certo. Vou repetir para mim mesma que não vou sonhar com você. E, quem sabe você não reapareça assim, de repente, do jeito que saiu na minha vida. 

E se me permite mudar um pouquinho a música, I'll pretend that I'm kissing, the face I am missing, and hope that my dreams will come true...

Um comentário:

  1. Me lembrou de tanta coisa Paulinha... =( "E, quem sabe você não reapareça assim, de repente, do jeito que saiu na minha vida. " Quem sabe...

    ResponderExcluir

Gostou?
Comenta e volte sempre que quiser :)