8 de abr de 2013

engarrafamentos


Voltar a ser criança. Aliás, lembrar dos tempos de criança. Hoje enquanto voltava para casa dormi dentro do ônibus e acordei em um, com o perdão da palavra, puto engarrafamento. Tinha mil e um motivos para querer atirar 15 pedras no mundo: a- pagode em alto-falante; b- eu tinha que chegar em casa e arrumar umas coisas; c- estava sem música; d- não estou mais conseguindo ler decentemente dentro de um ônibus (parado ou não!). Mas de alguma forma não estava.
Pouco antes de começar a me mutilar (sábias palavras as do Slash: "quando estamos entediados, temos a tendência de nos maltratar" -> não com essas palavras, e, por mais que eu tenha pesquisado não encontrei. (MAS EU JURO QUE LI ALGO DO TIPO NO LIVRO DELE)).

Masenfim. Antes desse drama todo, fiquei observando o engarrafamento e... como caminhões são lindos! Sério: do mesmo jeito que os carros, eles têm vários tamanhos, cores, tipos e blábláblá. Mas nenhum carro tem aquela presença que um caminhão tem, nem frases legais como caminhões. E ainda dá para conhecer tantos lugares de dentro do Brasil pelas placas, que é viajável. E de repente aquelas lembranças de infância voltaram e tudo ficou divertido: os carros ao meu lado "dando ré", uma vontade de dar thauzinho para os motoristas e ser simpática com os motoristas de trás. Vontade de andar de joelhos para observar todos os lados. Lembrei de tanta coisa, que senti falta de tudo. 

Depois dormi. Quando acordei, bem... Quando acordei o engarrafamento ainda estava lá. O tédio veio me acompanhar e o que aconteceu depois... Bem. Não vem ao caso. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou?
Comenta e volte sempre que quiser :)