5 de jul de 2013

técnica pomodoro

imagem da wikipedia

Organização de tempo: você é bom nisso? Não? Então me dê a mão e vamos tentar descobrir uma solução juntos! Por que, né. Um dia tem 24 horas, mas nunca são suficientes. Como não dá para mudar essa parte, a gente adapta outras...
Vagando pelo ciberespaço (advento e blábláblá) encontrei sem querer a técnica do título: ela consiste em fazer tudo (desde que sejam quatro coisas) em 2 horas. Mas como que...? Te explico, e é supersimples (estou até a utilizando agora :)
Você separa duas horas em quatro tempos: 30 minutos cada (jura, Paula?!). E você vai cumprir suas tarefas em 25 minutos e utilizar os outros 5 dos 30 para relaxar. Ó meu exemplo:

1- Escrever um post (no caso, esse :D ): - 25 minutos escrevendo + 5 relaxando (saindo de frente pro computador, tomando uma água, jogar conversa fora...)
2- Tirar as fotos para o 6on6 (yay! agora somos 6): - 25 minutos fotografando + 5 relaxando
3- Estudar para a prova. - 25 minutos estudando + 5 relaxando
4- Ler pelo menos dois capítulos do livro "A menina que não sabia ler" (sério, tenho que parar de enrolar para ler livros!): - 25 minutos lendo + 5 relaxando

Saldo: 2 horas e quatro tarefas feitas (se, claro eu seguir isso direito!!) Óbvio que tenho mais coisas para fazer, logo, começaria a técnica novamente. Mas isso, após um período maior de descanso... 30 minutos talvez. E então estabeleço novas tarefas.

A técnica ajuda bastante a (quando você resolver se concentrar de verdade!!) visualizar quais são as tarefas que você tem mais dificuldades em realizar, e gastar um tempo (agora vai sobrar) aprimorando-as. 
Ou seja: não faça apenas por fazer: observe seu desempenho!
No fim do dia, você terá uma lista de to do toda riscadinha (tem sensação melhor?) e muito tempo libre para praticar hobbies ou, no meu caso... dormir. 

Pomodoro: Foi quem inventou? Eles usavam isso na colheita de tomate? Por que Pomodoro?
Que é italiano, pode ser meio óbvio (pomodoro = tomate). A resposta é muito, muito, muito complexa: simplesmente, porque Francesco Cirillo, nosso gênio inventor, utilizou como cronômetro aqueles cronômetros de cozinha no formato de tomate. Do tipo: se fosse eu a inventora, seria chamado de Pinguim... Ou Pingu (nome que a minha mãe batizou o coitado). Repararam na complexidade, né?

só um pouquinho sujinho, mas, lhes apresento Pingu :)

Facebook | Instagram | Skoob | Portfólio

2 comentários:

  1. HAha que legal.
    Eu medistraio muito fácil e acobo n fazendo nada :/

    ResponderExcluir
  2. Eu sou bem metódica pra organização, até me irrito comigo mesma, rs.
    Faço lista sem fim e vou seguindo...

    bjoks

    ResponderExcluir

Gostou?
Comenta e volte sempre que quiser :)