7 de dez de 2011

Tudo em um ano!


Em um ano, eu conheci novas pessoas. Briguei com as antigas. Sofri a consequência dos meus atos - ou ainda vou sofrer -, fui eu mesma e não me importei com o que pensariam. Pensei nessa parte, justamente por causa de amizades.

Vivi a maior parte do jeito que eu quis. Ri de coisas sem graças, odiei uma piada. Não me importei com nada. Me apaixonei. Me apaixonei de novo. Relembrei o passado, e chorei com ele. Fui forte - ou pelo menos fingi bem. Aturei o que não queria, gritei pelo que quis. 
Chorei sem razão, mas também chorei com muita razão. Quis mais do que poderia ter. Joguei tudo pro alto nas horas certas - e nas erradas também.

Arrisquei. Vivi cada dia como se fosse meu último. E ainda vou viver: um dia vai ser, certo?!
Por isso disse quando amei, disse quando odiei. Posso não ter dito quando senti, mas senti. Descobri que meu travesseiro sabe mais de tudo do que de todos. 

Me fechei nos momentos que achei preciso, por achar que eu estava sozinha. Às vezes ainda acho. Mas no fim da noite, sempre acabava de baixo do meu travesseiro, expulsando as lágrimas antes de dormir.
Descobri que consegui amigos em muito pouco tempo, e que com os amigos de muito tempo, talvez não tenha conseguido uma amizade. 
Fiz minhas burradas, mas também tive meus acertos. Não perdi ninguém. Mas estou com medo de perder.
Confiei mais em mim, menos nas pessoas. Conheci novas músicas, descobri novas paixões. Achei um novo hobby...
Li, vi, presenciei coisas que me fizeram pensar. Aliás, mudei meus pensamentos e opniões. Milhares de vezes.
Descobri que por um tempo, pensei covardemente. Mas agora não penso mais. Pelo menos não nesse assunto.

Saquei que a vida não é de algodão doce. Descobri que um ano pode ser ótimo para alguns e péssimo para outros. Mas percebi também que você pode fazer seu ano ser bom. Ou ruim também: Seu futuro é algo que você faz. É consequência do seu presente.
Descobri que, mesmo você não querendo, e se achando esperto o bastante, oportunidades vão passar e você nem vai ver. 
Isso tudo em um ano... Quanta coisa! E ele parece que correu tão rápido. É. Correu.

Descobri que O Tempo é um catalizador de mudanças tão poderoso...  e que Quanto mais você trabalhar, mais sorte você tem. Dentre essas, outras frases de quem adimiro e me fizeram pensar.

Agora? É esperar o ano que vem, para viver tudo de novo, conhecer mais da vida lá fora. Errar, mas também acertar. Sorrir, mas também chorar. E todas essas outras coisas clichês que eu, você, ela e ele sabemos...
Tudo em mais um ano!

Um comentário:

  1. Os adultos vivem dizendo que a adolescência é um dos perídos mais
    marcantes da vida. Mais o que o adolescente pensa disso? (sinopse do meu blog)
    Acessa o meu blog?
    "Blog de uma adolescente"

    http://blogdeumagarotaadolescente.blogspot.com/

    Espero a sua visita, se gostar do meu blog, segue lá, ficarei muito feliz.
    Desde já obrigada, tenha uma ótima semana.
    Atenciosamente Tainã Almeida.

    ResponderExcluir

Gostou?
Comenta e volte sempre que quiser :)