30 de abr de 2012

Apenas seja feliz...



Eu sempre soube. Sempre soube que esse dia chegaria. Que por mais que eu não quisesse, ele chegaria. Não por nossas escolhas, mas pelas escolhas da vida. Ou melhor: nossas escolhas para a vida. Acabou. E eu posso dizer: foi perfeito. Amei o quanto me foi possível amar. Amei até que a palvra amor não fosse o suficiente para descrever. Fui feliz a cada segundo que me lembrava de você: fui feliz por dias inteiros.

Metade dos meus problemas se foram nesse tempo. A felicidade foi dobrada. Os sonhos então? Foram tantos que, eu preciso de mãos emprestadas para contar nos dedos. Aliás, preciso das suas para me ajudar a contar tudo nos dedos.
Mas a gente sabia que um dia isso iria acabar. Bem, eu não pesava nisso, mas sabia.

Eu também sabia que, no fim, eu estaria aqui, sentada, lembrando de tudo enquanto escrevo. Cada te amo, cada sonho, cada plano, cada carinho e cada abraço. Lembro de tudo. Exatamente como foi. Cada telefonema, e te amo baixinho... Parecia que estávamos ali. Um do lado do outro. Eram as horas que estávamos mais próximos àquela altura da noite.

Você sabe o quanto me fez feliz mesmo me deixando acordada até altas horas só para ouvir seus problemas e seu dia. Sabe que me fez feliz a cada sonho que me fez sonhar. Sabe que me fez feliz em cada momento que estávamos ali.

Mas, enfim, é hora.  Hora de me despedir. Pelo menos daquela nossa vida. Da vida que a gente sonhou.
Ah, ainda preciso me explicar... Nada do que eu faça, vai mudar o que eu sinto (e acho que vou continuar a sentir...), nada doeria mais do que te deixar, por aí. Sem mim. Sem nós. Então, fica. Mas fica sem sonhar mais daqueles sonhos. Fica sem fazer mais daqueles planos. Faça-os. É o que eu mais admiro em você. Mas faça-os com quem você quer estar. Com quem você quer pra sempre ao seu lado.

Com quem você é agora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou?
Comenta e volte sempre que quiser :)