22 de nov de 2012

você


Você chegou com o dom de me encantar em cada palavra dita, e me fazer desejar cada vez mais um minutinho apenas do seu lado. Nossas tardes ainda são divertidas, e seriam mais ainda se tivéssemos o tempo de antes. Bem, a gente acha outras coisas que dê para se fazer nesse tempo aparentemente curto. Sabe como é, né? A gente cresce e as responsabilidades vêm. Acredito que veio mais para você do que para mim, e eu acho que pude acompanhar isso. Em uma palavra, eu diria fascinante. 
E então acho que posso chamar nosso presente amor de perfeito. Sabe, ele começou sendo só um amor de amigos. Que tinham um laço de amizade muito forte, e de repente começamos a nos sentir estranhos e com medo também... Mas, quem somos nós para impedir a vida, certo? Tem também uma dose de ciúme. Acho que quase total da minha parte, mas, o que mais posso fazer senão confiar, né? A saudade acho que nem vou comentar. Sabe como é né?! Pode parecer muito mel com açúcar (isso mesmo), mas cada minuto, parece dois de saudade. E também tem aquela dose de preocupação que você sabe me deixar todos os dias que o relógio bate as dez da noite e eu não tenho um sinal da sua vida. Acho que, sinceramente é a parte que mais me incomoda, sabe? E eu não sei se você não diz nada por preguiça de digitar oito números, ou só por que sabe que qualquer desculpa que você der vai me fazer esquecer que estou chateada.

E, baseada nesses fatos, posso afirmar que sim, eu te amo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou?
Comenta e volte sempre que quiser :)